Tag Archives: Wentworth

::A PUREZA DE JANE AUSTEN E FRANCISCO COSTA::

20 Ago

Outro dia desses li pela primeira vez um livro da Jane Austen. Foi Persuasão que narra a história de Anne Elliot e do capitão Wentworth que se apaixonam na juventude, mas ele é sem posses e ela de família nobre. Convencida pelas pessoas próximas a seguir a convenção da época, Anne abre mão do amor  em nome das tradições. Anos depois o capitão ressurge rico, vitorioso e cheio de respeito e volta ao convívio social de Anne que, ainda tem o mesmo amor por ele de sempre.

Eu acho bem que é um livro sobre mágoas, espera e convenções. Austen apresenta a novela em uma linguagem rebuscada e antiga mas dá  a Anne o tom da heroína irrestível: abnegada,generosa e confiante. Wentwort cede a esta personalidade irresistível para dar ao leitor aquele final feliz que ele tanto curte.

A própria Anne Elliot é a marca da personalidade feminina Idea: é familiar, mas inteligente, opinativa, mas tradicional, correta, precisa. A perfeita retidão de caráter. Reta e precisa como as linhas do corte do estilista brasileiro Francisco Costa que, desde que assumiu a marca americana Calvin Klein vem imprimindo a ela sua marca registrada: o minimalismo.

A Persuasão de Jane versus Calvin Klein de Costa são paradoxos completos se pensarmos que Austen é cara do vitorianismo e da tradição e o minimalismo é sua antítese com a clareza e limpeza que impõe.

Lembro do verão 2010 cheio de vestidos em tons duros de claro e escuro, cortes secos, cavas retas, nenhum enfeite ou acessório no styling eclodindo em uma imagem perfeita de pureza! Pureza de design e de roupas. E é nessa pureza que Austen abraça Costa. A pureza da protagonista escondida atrás das mesuras e formalidades de seu tempo  é  mesma que grita nos vestidos curtos e ternos precisos da Calvin Klein.

%d bloggers like this: